BAND NATAL

Arquivo para dezembro, 2010

“A Liga” é eleito o melhor programa jornalístico de 2010 pela APCA

Comandado por Rafinha Bastos, Débora Villalba, Thaíde e Rosanne Mulholland, “A Liga”, da Band, foi eleito o melhor jornalístico de 2010 pela Associação Paulista de Críticos de Arte.

Os destaques do ano foram escolhidos na sede do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, na noite de segunda-feira, mas os prêmios serão entregues somente no final do primeiro trimestre de 2011, com cerimônia no teatro do Sesc Pinheiros.

Além da categoria Televisão, na qual se inclui “A Liga”, nomes da Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Literatura, Música Popular e Erudita, Rádio, Teatro Adulto e Infantil foram lembrados.

Entre os premiados estão os arquitetos Mario Biselli e Arthur Katchborian, a exposição “Arte e Espiritualidade” (montada no Mosteiro de São Bento), Marina Salgado (pelo espetáculo de dança “Jardim Noturno”), a Filarmônica de Minas Gerais e a Eldorado/ESPN (pela cobertura da Copa do Mundo).

Wagner Moura, Marcelo Adnet (do “Comédia MTV”) e o espetáculo “O Soldadinho e a Bailarina” foram alguns dos destaques.

Destaques do Prêmio APCA

Cinema
Filme:
“Antes Que o Mundo Acabe”
Documentário: “Terra Deu, Terra Come”, de Rodrigo Siqueira
Diretora: Laís Bodansky, por “As Melhores Coisas do Mundo”
Fotografia: Mauro Pinheiro Jr., por “Os Famosos e Os Duendes da Morte”
Roteiro: Luis Bolognesi, por “As Melhores Coisas do Mundo”
Ator: Wagner Moura, por “Tropa de Elite 2”
Atriz: Ana Paula Arósio, por “Como Esquecer”

Literatura

Romance: “Minha Mãe se Matou sem Dizer Adeus” (Record), de Evandro Affonso Ferreira
Ensaio/Crítica: “Ideologia e Contra Ideologia” (Cia. Das Letras), de Alfredo Bosi
Infanto-Juvenil: “Sou Eu!” e “O Nervo da Noite” (Scipione), de João Gilberto Noll
Poesia: “A Duração do Dia” (Record), de Adélia Prado
Contos/Crônicas/Reportagens: Ficção Interrompida” (Ateliê), de Diógenes Moura
Biografia: “Memórias de um Historiador de Domingo” (Cia. das Letras), de Boris Fausto
Tradução: Paulo César de Souza por “Obras Completas de Sigmund Freud”

Música Popular
Grande Prêmio da Crítica: Inezita Barroso –homenagem pelo conjunto da obra
Disco: “Arnaldo Antunes Ao Vivo Lá em Casa”
Cantora: Teresa Cristina
Cantor: Martinho da Vila
Show: Silvia Machete
Melhor Projeto Musical: “Som Brasil” (TV Globo)
Revelação: Karina Buhr

Teatro Infantil
Espetáculo Infantil:
“Circo de Pulgas”, da Cia. Circo de Bonecos
Espetáculo Jovem: “Música para Cortar os Pulsos”, do Empório de Teatro Sortido
Direção: “Espoleta”, de Marcelo Romagnoli
Adaptação: “A Mulher que Matou os Peixes e Outros Bichos”, adaptado por Isabel Muniz
Elenco: “Bobo do Rei”, da Cia. Vagalum Tum Tum
Direção de Arte: “Quem Tem Medo de Curupira?”, Duda Arruk
Figurino: “O Soldadinho e a Bailarina”, Gabriel Villela

Teatro
Grande Prêmio da Crítica:
Antunes Filho, pela inestimável contribuição ao teatro brasileiro
Espetáculo: “12 Homens e Uma Sentença”
Diretor: Rodolfo Garcia Vazquez, por “Roberto Zucco”
Autor: Samir Yazbek, por “As Folhas do Cedro”
Ator: Danilo Grangheia, por “Êxodos – O Eclipse da Terra”
Atriz: Bel Kovarick, “Dueto para Um”
Prêmio Especial: “O Idiota” (pela realização do projeto)

Televisão
Série:
“A Cura” (de João Emanuel Carneiro, TV Globo)
Humor: “Comédia MTV” (MTV)
Infantil: “Meu Amigãozão” (2dLab/Discovery Kids)
Atriz: Irene Ravache (“Passione”/TV Globo)
Ator: Murilo Benício (“Tititi” e “Força Tarefa”/TV Globo)
Apresentador: Rodrigo Faro (TV Record)
Programa Jornalístico: “A Liga” (TV Bandeirantes)

Grupo Bandeirantes fecha contrato de 9 anos com Fórmula Indy

 O Grupo Bandeirantes de Comunicação garantiu nesta quarta-feira, dia 15, os direitos sobre a etapa brasileira da Fórmula Indy pelos próximos nove anos. Nos Estados Unidos, o presidente do Grupo, João Carlos Saad, acompanhado pelos vice-presidentes Marcelo Meira e Frederico Nogueira, assinou em Nova York o contrato que garante a realização da São Paulo Indy 300 até 2019. O sambódromo do Anhembi, em São Paulo, será mantido como local da prova. Neste ano, a São Paulo Indy 300 foi sucesso de público e de audiência. “Nós estamos muito felizes, honrados de poder assinar a prorrogação desse evento tão importante para o Brasil, porque ele valoriza o nosso combustível, o etanol, baseado na cana brasileira. Essa extensão por 10 anos já dá estabilidade e mostra que esse é um evento que veio para ficar. Isso também muda a vida da nossa cidade de São Paulo e do Brasil porque traz turismo, traz negócios, melhora a nossa rede hoteleira e pode mostrar melhor um pouco do Brasil para o resto do mundo. Não podemos esquecer que essa é uma corrida transmitida para praticamente todos os países do nosso planeta”, disse Johnny Saad.

O presidente da categoria, Randy Bernard, contou que eles esperam grandes oportunidades no Brasil. Segundo ele, é muito importante para a Indy esse acordo que garante por tantos anos o Brasil no calendário. “Afinal, alguns dos melhores pilotos do mundo são brasileiros”, ressaltou. A prova de 2011 já tem data marcada: 1º de maio.

Em um ano, 25% das brasileiras foram agredidas por cônjuge ou ex

 

Uma em cada quatro mulheres foi agredida fisicamente pelo cônjuge ou ex-cônjuge entre setembro de 2008 e setembro de 2009. Do total de mulheres agredidas, 280 mil (25,9%) foram vítimas de seus companheiros, constatou pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Feito com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2009, o suplemento divulgado nesta quarta-feira traça um perfil sociodemográfico das vítimas de agressão no país, a partir de informações coletadas entre setembro de 2008 e o mesmo mês de 2009.

Outra constatação do levantamento é que 2% dos homens foram agredidos por companheiras ou ex-companheiras. Em 29,1% dos casos, eles foram vítimas de pessoas conhecidas. Em relação às mulheres que sofreram violência, esse percentual é mais alto: 32,4%.

Quanto ao local de ocorrência da agressão, a pesquisa não aponta exatamente onde ocorrem. Porém, informa que, no caso da violência praticada por cônjuges ou ex-cônjuges, 80,5% ocorreram na própria residência, tanto entre as mulheres quanto entre os homens.

Tolerância

“Os homens se sentem no direito de tratar a mulher como inferior, como propriedade deles”, avaliou uma das coordenadoras da Organização não governamental (ONG) Criola, Jurema Werneck. Para ela, “apesar das conquistas femininas”, o perfil das agressões mostra que a sociedade ainda tolera esse comportamento masculino.

Do total de entrevistados agredidos, a maioria foi vítima de desconhecidos (39% dos casos). O número de agressores conhecidos é de 36,2%. Em 12,2% dos casos, os cônjuges foram citados, seguidos de parentes (8,1%), policiais ou seguranças particulares (4,5%).

Escolas públicas são beneficiadas por campanha de doação de livros

As escolas integrantes do projeto Escolas de Leitores, desenvolvido pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), terão mais um incentivo para promoção da leitura literária: a ONG foi a única instituição do Nordeste beneficiada pela campanha “Natal sem Fome de Leitura”, promovida pelo portal Estante Virtual (www.estantevirtual.com.br), maior rede de sebos do Brasil. Nos dias 16 e 17 de dezembro, para cada livro comprado no site, um livro infanto-juvenil será doado às cinco instituições beneficiadas. Além do IDE, participam Aldeias Infantis (SP), Instituto da Criança (RJ), ONG Cirandar (RS) e Ação da Cidadania (Comitê PA). “O Instituto foi escolhido justamente por ter sido identificado referência no trabalho de promoção da leitura. Essa é uma grande oportunidade de avançarmos num dos eixos do nosso projeto, que é o acervo de qualidade. É importante que todos divulguem e participem”, destaca Cláudia Santa Rosa, coordenadora do projeto Escolas de Leitores.

De acordo com os organizadores do Natal Sem Fome de Leitura, os critérios para a seleção das instituições beneficiadas foram iniciativas voltadas ao incentivo à leitura; o número de crianças atendidas; a localização geográfica e a capacidade de redistribuição das doações para diversos pontos. O objetivo da campanha realizada nas próximas quinta e sexta-feira é incentivar e apoiar iniciativas de democratização da leitura.

Criado há cinco anos, o portal Estante virtual reúne os acervos de 1.826 sebos e livreiros, de 322 cidades, revolucionando a forma de comercialização de livros no país. Todos os leitores cadastrados tem à disposição sua própria estante virtual, para vender livros do seu acervo pessoal para uma comunidade com milhares de leitores de todo o Brasil e de diversos outros países. No acervo, são três milhões de exemplares de cerca de R$ 12. Em 2010, a Estante alcançou a marca de um livro vendido a cada 5 segundos.

A escolha do IDE como instituição beneficiada contempla e reconhece o trabalho realizado desde o ano de 2007 em parceria com o poder público e o Instituto C&A e que em 2010 avançou no sentido de promover a leitura literária nas escolas do Rio Grande do Norte, com a organização de 15 polos de leitura entre Natal e Parnamirim, envolvendo 145 escolas. Foi um ano de ampliação do projeto para o município de Mossoró, atendendo 42 escolas, e ainda de lançamento do manifesto público “Por um Rio Grande do Norte de Eleitores”. O objetivo é mobilizar e sensibilizar a sociedade, educadores, dirigentes de escolas, dirigentes municipais de educação e gestores públicos para a criação de uma política pública de promoção da leitura literária no RN.

Sobre o IDE

O Instituto de Desenvolvimento da Educação – IDE, é uma associação civil, sem fins econômicos, fundada em 1º de novembro de 2004, em Natal, capital do Estado do Rio Grande do Norte. A organização nasceu da mobilização de profissionais que atuam na área de educação, lutando pelos direitos da criança e do adolescente, no que se refere a uma educação escolar pública de qualidade. Ao assumir o compromisso de contribuir para o cumprimento das oito metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas – ONU para este milênio, principalmente a que trata de “Educação Básica de Qualidade para Todos”, o IDE tem sua missão bem definida. No que diz respeito à promoção da leitura o IDE implementa, desde 2007, ações continuadas em parceria com o Instituto C&A e o poder público, articulando a Rede Potiguar de Escolas Leitoras.

Jogo Aberto e Ação recebe homenagem da Federação Estadual de Karatê

A Band Natal e o programa Jogo Aberto e Ação receberam uma homenagem da Federação Estadual de Karatê – Amigos da Escola Norte-rio-grandense pela cobertura e apoio ao esporte no RN durante o ano de 2010. “Só temos que agradecer pela força e pelo apoio. É o mínimo que a gente pode fazer por uma TV que mostra nosso esporte da maneira que faz, sem discriminação com a escola pública”, disse o presidente da federação e professor voluntário André Luiz Andrade.

A apresentadora Ivana Negrão, juntamente com o comentarista Itamar Ciríaco, receberam das mãos dos alunos da federação um troféu de “Destaque do Ano de 2010” pelas matérias e entrevistas exibidas no Jogo Aberto e Ação que mostraram o Karatê potiguar para todo o estado e também para Fortaleza, no Ceará.

Vários pequenos atletas visitaram a sede da Band Natal, tiraram fotos e ainda fizeram uma demonstração dentro do estúdio Jogo Aberto e Ação. Um momento marcante para eles e, principalmente, para nós que fazemos a Band Natal. “O prazer é todo nosso de poder mostrar o esporte potiguar. A gente fica até emocionado de receber uma homenagem como esta”, agradeceu Ivana Negrão.

A Federação Estadual de Karatê atende hoje cerca de 1800 atletas – desde crianças de quatro anos de idade até os pais desses meninos e meninas, que fazem do esporte uma maneira de ser campeões não só nos tatames, mas na vida.

Há 15 anos, o professor André Luiz desenvolve um trabalho voluntário em escolas públicas do estado e este ano resolveu homenagear um programa que sempre tratou todas as modalidades esportivas, inclusive o Karatê, com muito respeito e sempre mostrando iniciativas que destacam o esporte potiguar, o Jogo Aberto e Ação, que vai ao ar de segunda à sexta, às 11h30, na tela da Band Natal.

Amy Winehouse quer variedade de bebidas em camarim, diz jornal

Apesar de se dizer em uma fase sóbria, Amy Winehouse teria incluído uma variedade de bebidas alcoólicas entre seus pedidos de camarim para os shows no Brasil.

Segundo a coluna da jornalista Mônica Bergamo, da “Folha de São Paulo”, a cantora exigiu quatro garrafas do vinho tinto francês grand cru classe Pomerol, cervejas mexicanas, vodca russa e champagne francês.

Para contrabalançar, a lista traz água tônica, sucos de laranja e cramberry, refrigerantes e leite desnatado. No quesito das comidas, ela pediu batata chips, iogurte orgânico e tortillas mexicanas.

Amy no Brasil

Amy Winehouse começa sua turnê brasileira no dia 8, na Pachá, em Florianópolis. Depois segue para o Rio de Janeiro, onde se apresenta no dia 10 e 11, no HSBC. A turnê inclui ainda Recife, no dia 13, no Centro de Convenções Pernambuco. O fechamento acontece em São Paulo, no dia 15, na Arena Anhembi.

Revista elege os álbuns mais gays de todos os tempos

A revista Out Magazine elegeu os 100 melhores discos “gays”” de todos os tempos. A publicação temática entrevistou atores, músicos, comediantes, DJs e outras celebridades – homo e heterossexuais – para escolher seus favoritos.

O primeiro lugar ficou para “The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars”, de David Bowie. “É até irônico que um homem heterossexual esteja no topo desta lista”, comentou a revista.

Diva do público gay, Madonna apareceu cinco vezes na lista, com os álbuns “Madonna” (86º), “Confessions on a Dancefloor” (87º), “Erotica” (36º), “Ray of Light” (46º). Sua melhor colocação foi o 8º lugar, com a coletânea “Immaculate Collection”.

As escolhas também incluem clássicos do gênero, como Abba, Cher e Donna Summer. Traz ainda artistas inusitados, como Nirvana (em 68º, com “Nevermind”) e os Beatles em 100º (com “Sgt. Peppers Lonely Heart’s Club Band”).

A lista completa pode ser acessada no site da Out Magazine.

Conheça o top 10

1) David Bowie – “The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars” (1972)
2) The Smiths – “The Smiths” (1984)
3) Tracy Chapman – “Tracy Chapman” (1988)
4) Indigo Girls – “Indigo Girls” (1989)
5) Judy Garland – “Judy at Carnegie Hall” (1961)
6) The Smiths – “The Queen is Dead” (1986)
7) Elton John – “Goodbye Yellow Brick Road” (1973)
8) Madonna – “The Immaculate Collection” (1990)
9) Cyndi Lauper – “She’s So Unusual” (1983)
10) Antony and the Johnsons  – “I Am a Bird Now” (2005)